Parabéns

Parabéns
Participem com contos, sugestões e fotos para incluir no nosso blog. Podem enviar para o nosso contacto : pontoerotyco@gmail.com - vamos chegar às 400 000 visualizações

segunda-feira, 6 de maio de 2013

TRANSA DA CASADA COM PLATÉIA- CONTO


AUTOR - DINHO

Olá bom dia. Estou aqui para publicar mais um relato que aconteceu comigo. Conheci Camila à algum tempo, através do MSN. Sempre que podemos conversamos sobre os nossos relacionamentos, nossas vontades, nossos desejos não realizados e ela sempre me dizia da vontade de realizar uma fantasia dela, que era transar com alguém vendo, coisa que o marido jamais admitiria realizar. 
Camila é uma morena baixa, cabelos longos, 23 anos, coxas bem delineadas e uma bunda arrebitada, com peitos pequenos e deliciosos, que vim a saber depois. Ela sempre me provocava em nossos papos, dizendo o que estava usando e o que tinha vontade de fazer.
Certo dia, depois de alterar minha imagem de perfil, brinquei com ela que poderia realizar sua fantasia de transar com pessoas vendo, sem que ela pudesse ficar exposta, já que tinha um a prédio em construção perto de onde trabalho, o que daria uma bela visão, aos trabalhadores da obra. A partir desta data, sempre que podia ela me perguntava se eu realmente teria coragem de realizar a sua fantasia e eu confirmava, dizendo que quando possível faríamos isso.
Numa quarta feira, estávamos teclando, quando ela falou que estaria sozinha, pois o marido estaria fora da cidade a trabalho e só voltaria no domingo, de imediato disse a ela que era hora de imaginarmos o que queríamos e realizarmos nossa vontade... Ela ficou entre receosa e curiosa, porém deixou claro o seu medo.
Nos dias posteriores peguei pesado, comecei a mandar a ela alguns vídeos com transa em publico, alguns relatos, além de provocá-la a todo instante, até que na sexta feira pela manhã ela disse que era loucura que não sabia se teria coragem, mais que iria me conhecer pessoalmente e se rolasse alguma coisa, que fosse de forma mais natural possível. Concordei e pedi a ela que viesse ao escritório no sábado pela manhã, já que não temos expediente e ficaria fácil para eu inventar uma desculpa em casa.
Sábado logo cedo, antes de vir para o escritório, passei em uma farmácia, comprei preservativos e um lubrificante e segui para o escritório. Aproveitei que estava tudo tranqüilo, e comecei a ler alguns relatos quando o interfone tocou....Atendi e uma voz meio rouca e suave se identificou e perguntou pelo meu nome. Pedi que subisse e fui aguardá-la na porta. Quando chegou, fiquei encantando com aquela mulher. Ela usava uma blusa da alcinha, da cor da pele, que delineava seu corpo, um saia que ia até perto de seus joelhos, com uma pequena fenda na lateral, sandálias não muito altas, que faziam com que o seu bumbum ficasse ainda mais empinado que nas fotos que eu tinha visto, cabelos castanhos presos, uma bolsa a tiracolo e uma leve maquiagem no rosto, onde se destacavam olhos lindos e uma boca....ahh que boca linda...perfeita...estendi a mão para cumprimentá-la e um perfume delicioso invadiu minhas narinas.
Entramos para minha sala, sentamos no sofá existente na mesma e conversamos amenidades, afim de quebrar a resistência inicial, e, percebia toda hora que ela olhava para a janela ao fundo de minha mesa. Ela se levantou, seguiu até perto da janela onde dava pra ver algumas pessoas trabalhando na obra e disse que o que ela queria fazer era loucura.

 Cheguei perto de seu corpo...aspirei seu perfume...encostei em suas costas....e dei um leve beijo em seu pescoço....ela pediu com voz dengosa para que eu fosse bem carinhoso com ela. Sinal verde. Beijei novamente seu pescoço. Agora já acariciando sua cintura e trazendo sua bunda de encontro ao meu cacete, que já estava duro dentro de minha calça. Ela sentiu e deu uma rebolada gostosa nele. Pediu que eu apagasse as luzes da minha sala e deixasse somente parte das persianas abertas. Fiz isso e a sala ficou meio escura devido aos vidros terem películas. Voltei a encostar em seu corpo, virando-o agora de frente para o mim e nos perdemos em um delicioso beijo. Acariciei suas costas e fui descendo a alça de sua blusa, expondo seus peitos, com bicos rosados, arrepiados de desejo, os quais acariciei com minha mão. Desci minha mão mais um pouco e apertei sua bunda por sobre a saia. Camila tirou minha camiseta e foi descendo pelo meu corpo, beijando meus mamilos e abrindo minha calça, que baixou ate meu joelhos, junto com minha cueca, expondo meu cacete duro de encontro ao seu rosto. Ela pegou meu cacete com um mão e, de joelhos entre minhas pernas, passava ele no rosto, lambia, punhetava e batia na sua língua.
 
Aquela boca deliciosa começou a engolir minha vara...via cada pedaço do meu cacete desaparecer naquela boca...ela chupava como uma puta...se deliciava com ele... puxei ela pelos cabelos até próximo a janela, e comecei a fuder sua boca....comecei a falar pra ela chupar gostoso que os trabalhadores na obra ao lado iam ver a minha putinha dando bem gostoso...Parece que a mulher ligou numa tomada elétrica...agora ela engolia meu cacete todo...deixava ele todo babado.....olhava para ela e via escorrer lágrimas no canto de seus olhos, mas mesmo assim ela metia meu cacete todo na boca....percebi que já estávamos sendo observados e disse isso a ela. Ela tirou meu cacete da boca e mandou gozar nela, e voltou a chupar, agora também usando as mãos no meu cacete. Senti ele pulsar...inchar....e derramei jatos de porra na sua boca, no seu rosto, no seu peito, que ela fazia questão de esparramar com suas mãos, pelo seu corpo.
Levanto seu corpo, tirou sua saia e vejo ela com uma calcinha fio dental, branca, pequenina, mal cobrindo sua buceta, totalmente lisa, e encharcada com seu mel. Jogo seu corpo no sofá, ergo seus pernas e, puxando sua calcinha de lado, meto a boca nela.

 Camila geme gostoso, segura minha cabeça e prende entre suas pernas....literalmente engulo sua buceta...abro ela com meus dedos e chupo seu grelo..ela geme, treme e goza....continuo chupando...agora com dois dedos dentro de sua buceta melada e minha língua no seu grelo...desço com minha língua até na beirada de seu cu...ela procura, com suas mãos, abrir sua bunda e pede pra eu lamber....passo a língua no seu cu e ela urra de tesão....tiro sua calcinha e ela diz: Vai me deixar gemendo peladinha na frente de vários peões ??
Olho pela janela e vejo que tem alguns trabalhadores se espremendo para verem nosso espetáculo, mesmo que de longe.
Pego Camila pelos cabelos e meto meu pau na sua boca....pra ela chupar bem gostoso...como um putinha....deixando ele todo babado...até o fundo da sua garganta...enquanto do outro lado da rua os peões começar a gesticular....e ela...bem putinha...começa a dar seu show particular....engolindo minha rola...lambendo toda ela....apertando minhas bolas.....
Encosto seu corpo na janela de vidro....de costas pra mim, abro sua bunda com minhas mãos e começo a te chupar bem gostoso....passando minha língua pela sua xana...sentindo todo o seu calor...todo o seu gosto. Camila me pede para eu fude-la. Pego meu pau....e encosto na sua xana.....e vou metendo fundo.....ouço ela gemer....pedindo pau....a galera do outro lado grita.. .alguns estão batendo punheta em sua homenagem....outros gritam que querem fuder vc também.
Continuo metendo gostoso...agora coloco Camila de quatro, sobre a minha cadeira de trabalho...empino sua bunda e enlaço seus cabelos, metendo fundo em sua buceta. Sinto seu gozo....ele molha meu pau e escorre pelas suas pernas. Deito ela sobre minha mesa....e meto rola em enquanto dedilho sua clitóris....de repente.....entra em minha sala sem bater uma estagiário novato......que fica pasmo com a cena.....ela jamais deveria estar ali pois não tínhamos expediente, ficamos sem ação por sermos surpreendidos....mando ele fechar a porta a chave e ela pede pra ele por o pau pra fora da calça. 
O rapaz obedece e tira o pau pra fora da calça. enquanto te como de quatro na mesa ela chupa o pau dele....no prédio ao lado é so algazarra....aproveito sua posição, do seu tezão....tiro meu pau de sua buceta e ponho na porta do seu cusinho......faço uma leve pressão...enquanto vc continua chupando o cacete no estagiário, meu pau vai sendo engolindo por seu cu.....vai alargando suas pregas....enquanto ela continua com o pau dele na boca....meto tudo e começo a fazer movimentos de vai e vem....estamos em êxtase.....o estagiário enche sua boca de porra.....Ela tenta engolir tudo mas não consegue e um pouco escorre pelos seus lábios....continuo metendo forte...e ela não deixa o cacete do estagiário abaixar.....
Mando ele deitar no tapete da sala....com o pau pra cima....e ela, depois de encapar ele com a camisinha, senta nele...engolindo tudo com sua bocetinha deliciosa.....deixo ela rebolar um pouco nele....chego por traz....inclino seu corpo pra frente....ela abre sua bunda com as mãos e pede pra eu meter tudo, bem forte.....meto de novo no seu cu....ela geme de tezão e goza de novo......começamos a sincronizar nossos movimentos....do outro lado já tem peão gozando na punheta.....a algazarra é grande ....

Seguro no seu quadril...e meto fundo na sua bunda gostosa.....nunca comi uma bunda tão deliciosa
Nossos gemidos aumentam(os três) sinto meu pau inflar, aviso que vou gozar...o estagiário também
Camila goza primeiro e gozamos gostoso.....sua boceta e seu cu ficam cheios.....continuamos metendo mais um pouco enquanto a porra vai escorrendo de seus buraquinhos...do outro lado a platéia em coro grita puta, puta,puta,puta,puta,puta,puta,puta....
Ainda com nossos corpos colados uns nos outros...Ela acena para o prédio e manda beijos..o estagiário se levanta rápido pega suas roupas e some....ficamos nos dois...juntos...curtindo nossa loucura....nossa deliciosa loucura, com gosto de quero mais.....

6 comentários:

  1. Que delicia hein!Adorei...tudinho..Os seus contos são demais..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Dinho é um otimo escritaor, ne, amiga?
      beijocas

      Excluir
  2. Respostas
    1. Bom te ver aqui, meu amigão lindo.
      Vem mais vezes.
      Te adoro, meu lindo

      Excluir
  3. Conto muito excitante e de bom gosto. Mas a plateia mais excitante é um marido vendo sua esposa sentindo prazer com outro.

    ResponderExcluir