Parabéns

Parabéns
Participem com contos, sugestões e fotos para incluir no nosso blog. Podem enviar para o nosso contacto : pontoerotyco@gmail.com - vamos chegar às 400 000 visualizações

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

SEXO VIRTUAL- O QUE LEVA TANTA GENTE A GOSTAR DISTO??

Hoje vamos falar um pouco sobre um tema bem actual:

 SEXO VIRTUAL.


Quando se fala em Sexo Virtual, a maioria das pessoas pensa logo em câmaras ligadas e masturbação conjunta. Na verdade, existem várias formas de fazer sexo virtual, seja com conversas sensuais escritas, mostrando fotos,  usando áudio ou usando câmara, com exibição apenas de uma das pessoas ou de ambas, dependendo do gosto de cada um.


O que leva cada vez mais pessoas a gostarem dessa prática? Será para buscarem novas aventuras, novas formas de prazer? Ou será um modo de provarem o gosto da conquista, da sedução, mostrando que ainda sabem seduzir, deixar alguém louco?
Não existe dúvidas, que através da net, podemos seduzir e realizar as nossas fantasias mais secretas, e vivê-las como se fossem reais. Penso que ajuda também muita gente a ganhar auto-estima ou a perder a timidez. É um modo de nos descobrirmos mais, de nos tocarmos, de testarmos o que nos dá prazer, ajuda-nos a ter mais confiança no nosso corpo.


 Resolvi recolher algumas opiniões junto de amigos meus, aqui da net, que acederam a falar um pouco, sobre o que os leva a buscar o prazer virtual, ou a gostar disso.





A Anita, tem 38 anos, é casada e bem comportada na vida real… não curte muito camaras ligadas, mas é óptima com a escrita, afirma que já deixou muitos homens loucos, só de lerem o que escreve para eles «acho que consigo envolvê-los e fazê-los imaginar a cena, quando escrevo. Até os que falavam que não gostavam disso, acabaram por se render. Gosto do poder que isso me dá, na vida real sou uma mulher bem comportada, aqui saio da linha, atrás do pc, posso viver todas as minhas fantasias mais loucas. Dá-me um poder tremendo saber que os faço gozar, muitas vezes em locais bem perigosos, já fiz muitos correrem para as casas de banho do local de trabalho,  de tão excitados que ficaram, ou mesmo tocarem-se sentados à secretária, correndo o risco de serem apanhados».

O João tem 36 anos, casado e fiel à esposa na vida real, não costuma ter aventuras. Gosta da sedução e da conquista e de despertar desejos e a internet permite-lhe isso. «considero o poder da palavra e da fantasia essenciais para momentos de prazer muito bons. Tanto gosto de ver, como de ser observado e desejado na câmera, mas nunca mostro o rosto, apenas o meu corpo. Apesar de adorar sexo virtual, não o faço com qualquer pessoa, sou muito selectivo nas pessoas e na entrega, uma mulher tem de mexer muito com a minha imaginação, para existir essa partilha e troca de prazer».


O Marcelo é solteiro, tem 31 anos e é um pouco tímido. Revela que a net o faz soltar-se mais um pouco e ajuda-o a quebrar essa timidez. «sou tímido, mas tenho a imaginação muito fértil. Posso usar cam ou não, depende do meu envolvimento com a pessoa do outro lado. Gosto de envolvê-la, fazê-la imaginar uma cena, de algo muito prazeroso. Quando escrevo, imagino a cena e é impossível não sentir prazer junto com ela. Gosto de fazê-la soltar-se e liberar os seus desejos, fico louco quando me conta que está se tocando para mim e mais louco ainda, quando me deixa ver»



A Vânia tem 35 anos, casada há quinze e diz que procura novas emoções, não mostra o rosto, a não ser que confie muito na pessoa do outro lado, mas adora despir-se e exibir-se na cam. «vê-los de pau duro e loucos por mim, dá-me um tesão louco. Acabo ficando louca também e quase sempre a brincadeira acaba em um ou vários orgasmos mútuos, bem molhados, sou louca por isso, é uma espécie de vício gostoso».



 O Alexandre é solteiro, tem 34 anos e diz ser um adepto de sexo virtual, que muitas vezes passa para o real « o sexo virtual faz-me sentir uma adrenalina indescritível. Um pico de adrenalina no corpo e na mente, que é diferente de estar face to face. Sentir prazer, enquanto do outro lado do computador alguém se despe de preconceitos para nós, as palavras podem até dar mais prazer que as imagens e uma palavra certa no momento certo, é afrodisíaco nos meus ouvidos»



Só não vale viciar e esquecer o sexo na vida real. Sexo virtual é bom, como um complemento à nossa rotina, mas nunca deverá servir como um substituto. Gozem, divirtam-se, mas com moderação.

E tome os devidos cuidados, mas muitas pessoas não são aquilo que dizem ser e as desilusões sempre acabam por acontecer...



O meu obrigado, ao 
http://mistercharmoso.blogspot.pt/ que me deu a sugestão de fazer uma postagem sobre sexo virtual. beijocas para ele






5 comentários:

  1. Querida é sempre um gosto dar-te sugestoes boas para o teu lindo blog...beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Belo post...

    beijosssss

    espero vcs no meu blog:

    www.desejoshotspot.blogspot.com

    HOT SPOT NO MSN:

    hotspotonline@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. Obrigado, lindos.
    Beijocas para vocês

    ResponderExcluir
  4. É legal essa postagem.Bom para sair da rotina,mas não deve-se se tornar a única forma de vivenciar o sexo!Beijuss

    ResponderExcluir