Parabéns

Parabéns
Participem com contos, sugestões e fotos para incluir no nosso blog. Podem enviar para o nosso contacto : pontoerotyco@gmail.com - vamos chegar às 400 000 visualizações

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

REALIZANDO A MINHA MAIOR FANTASIA SEXUAL COM A DRA LENA - PARTE 3

 AUTOR - THÉO

Coloquei ela de barriga pra cima, fui puxando sua calcinha, quando descobri sua bucetinha, eu podia ver ela toda babadinha, não ia ser nada difícil entrar naquela melação, mas antes, ergui bem suas pernas até seus joelhos tocarem seus peitinhos, assim sua bucetinha ficou bem exposta, seu grelinho parecia uma língua, sim, parecia uma pessoa dando língua, me abaixei e dei um beijo em sua xaninha e ela deu um gemido, tentei tirar a boca de sua xaninha, mais fui forçado a voltar a chupar ela, aí ela, com minha boca grudada em sua xaninha disse:
                        http://24.media.tumblr.com/a500144b00b6d04399038d13f7065cbe/tumblr_mfao36Og8t1qgl5swo1_500.gif
---Chupa gostoso, não pára que vou gozar na sua boca, depois......... depois você fode esta xaninha, pode foder ela até deixar ela toda assadinha!!!
Seria impossível assar aquela xaninha com aquela quantidade de melado, mas fiz o que ela mandou e passei a chupar ela bem de leve, passava a língua desde o inicio da racha da sua xaninha,  indo parar em cima do seu grelo, ela dava pulinhos na maca, seus gemidos iam aumentando a intensidade, não demorou muito e ela gozou, gozou apertando a minha cabeça contra sua buceta e dando gemidos fortes. Antes que ela acabasse seu gozo, seu corpo ainda tinha tremores do gozo, pincelei a cabeça de meu pau na portinha de sua grutinha, ela protestou dizendo:
---Ainda não...aqui .....não, por favor...sou escandalosa......!!!
Neste momento, resolvi que era hora dela parar de me comandar e disse:
---Vou foder você aqui sim, Dra e você vai gozar com meu pau na sua bucetinha e vai gozar sem fazer escândalos!!!
Ela fez carinha de dengo e falou bem assim:
---Você me desmonta cara!!!E se eu gemer alto???
---Meto sua calcinha na sua boca, pra seu gemido não sair!!!
Eu jamais faria isso, detesto violência e um gemidinho no pé do ouvido, é mais que tesão, é afrodisíaco puro, então como ela estava, com as pernas erguidas, puxei ela mais pra beirada da mesa, era delicioso ver aquela bucetinha carequinha toda exposta daquela forma, toda oferecida ao meu prazer, peguei no meio do meu pau com a mão direita, com a esquerda fiquei alisando a sua barriguinha batida, nem parecia barriga de uma mão de dois filhos, fui fazendo um carinho na barriga, com a outra pincelei o pau de seu cuzinho até seu grelinho, voltei pincelando de novo e ao chegar na abertura de sua rachinha, fui forçando a entrada, ela deu um gemido e disse:
                                      
---Ai...ai...tou com medo disso tudo,acho que não cabe, se eu gritar tapa minha boca, não posso fazer escândalo aqui, o que vão pensar de mim!!!
Agora a cabeça do pau buscava a abertura do seu túnel do prazer, quando a cabeça entrou todinha na grutinha dela, ela tremeu todo seu corpo, sua barriguinha toda arrepiou, tirei então o pau, ela deu dois gemidinhos de reprovação por ter tirado o pau de sua bucetinha, voltei a forçar a entrada desta vez entrei mais de 5 cm, senti seu quadril vir de encontro ao pau, então forcei e entrei uns 17 cm, ela deu urro e junto veio a seguinte frase:
---Nossssaaaaa.......Deuusssss.....isssoooo ta me queimando por dentro, que pau quente....quentinho.....deixa ele aí pro resto de minha vida, aaiiii que gostoso sentir ele todinho atolado em mim, enfia mais....vem, enfia....coloca ele todinho em mim.
Realmente ela estava decidida a suportar todo meu pau nela, então fui tirando e enfiando de volta, quando enfiava de volta, entrava um pouco a mais do que tinha tirado, quando meu saco encostou seu cuzinho ela disse:
---Nossa......senti seu saco bater na portinha de meu cusinho!!!Jura que eu estou com todo ele dentro de mim???
Então tirei todo o pau dela, pra ela ver ele todo meladinho, ele estava todo branco da secreção vaginal dela, ela olhou nele todo lambuzado, dei a volta na maca e coloquei o pau em cima de seus lábios, acho que agora ela estava mais relaxada, nem se lembrava de onde estava, abocanhou meu pau, a cabeça sumiu dentro de sua boca, quando ela tirou ele da boca, aquela parte da cabeça já estava limpinha,então levantei ela, levei ela de frente para parede com os braços erguidos como se eu fizesse uma revista policial nela, assim voltei a penetrar ela por traz, tinha momentos que parece que ela ia subir a parede afim de escapar das estocadas que agora eram mais forte, ela então passou a gemer, este gemido de agora era mais forte, mas eu não me importava, bombava mais rápido e forte, indo bem fundo nela, ela se virou pra mim, eu achando que ela queria um beijo, mais ela falou quase que dentro da minha boca:
---Peeeggaaa....minha calcinha....!!!
Procurei a calcinha dela, a gente nunca acha esta peça, nunca sabemos onde ela foi colocada. Quando encontrei a mesma, ainda úmida entreguei a ela, ela fez um trouxinha com aquele pedacinho de pano e disse:
---Enfia ela na minha boca, você não queria fazer isso?...me faz de sua puta, mas não pára de meter em mim, mete sem piedade até eu gozar neste pau!!
Então peguei ela pelos cabelos, ela tentou abaixar as mãos, mais fiz ela levantar de novo, passei a meter bem forte, ela gemia agora com a calcinha na boca, era um gemido abafado, aquilo me excitou demais, ai eu resolvi dizer algumas bobeiras eu seu ouvido, colei meus lábios no lóbulo de sua orelha e disse;
---Vem...safadinha... goza no pau do amigo de seu marido, quero que você chegue em casa hoje toda esporradinha, vou encher sua buceta de porra, goza pra mim Dra...vem, goza no meu pau....!!!
Neste momento ela ficou quietinha, apenas soluçava algo que eu não entendia, ela então tirou a calcinha da boca, pegou minha mão e passou a chupar 3 dedos meus, então ela passou a morder meus dedos, senti que ela estava próxima do gozo, ela então deixou seus braços cair junto ao corpo, apenas o rosto dela estava colado à parede agora e deu um berro.... foi um berro, literalmente, com meus dedos em sua boca.
 Senti os músculos de sua xaninha mastigar o meu pau e líquido escorrer por suas pernas. Ela deixou seu corpo cair em meus braços, virei então ela de frente pra mim, deixei que ela se agachasse em minha frente coloquei o pau na boca dela. Segurei sua cabeça com as duas mãos e passei a foder sua boca, ela tinha hora que engasgava. Não aguentando mais tanta submissão por parte daquela mulher, gozei na sua boca. Grande parte da porra caiu em seu pescoço, queixo, seios e pernas. Peguei a calcinha dela e limpei seu rosto, apenas para os clientes não perceberem. Vesti a calcinha nela toda melada, coloquei o seu vestido e falei pra ela:
---Liga pra sua secretária e diga que você não poderá atender mais hoje, vai pra casa sem tomar banho e sem se limpar, vai assim. Daqui uma hora estarei lá em sua casa, vou foder você com seu marido junto, pois você vai precisar chupar algo, enquanto vou foder o seu cuzinho .
Vesti minha roupa e saí da clinica sem falar com a secretária, ao chegar em meu carro liguei pro Ângelo e falei o que tinha acontecido, e o que ia acontecer ainda naquela tarde em sua casa e fiquei na esquina. Em cinco minutos, vi a carro da Dra sair, fui pra casa, tomei um banho e voltei pra casa deles.........

CONTINUA...




sábado, 12 de outubro de 2013

REALIZANDO A MINHA MAIOR FANTASIA SEXUAL COM A DRA LENA - PARTE 2


AUTOR- THÉO

 Dormi a manhã inteira do domingo e quando acordei tinha uma mensagem do Ângelo pedindo pra que eu ligasse pra ele. Quando liguei, ele já atendeu rindo, disse ele a mim que ela estava caidinha, pois passou o resto do sábado nas nuvens, com o pensamento longe e que vez enquanto pega ela sorrindo sozinha, ele disse ter certeza que ela pensava no dia desabado na piscina e que ao indagar ela sobre minha pessoa, ela foi muito receptiva a ponto de dizer a ele que adorou saber que éramos amigos. Disse que lhe fez perguntas sobre mim e quando o assunto acabou, ela ficou em silencio e depois falou pra ele «acho ele muito abusado com aquela sunga»... então ele perguntou a ela se eu mexia com ela daquela forma, já que no consultório ela omitiu ter ficado com tesão, por dizer que estava no local de trabalho,ela disse que era impossível não mexer, pois o desenho do meu pau na sunga era nítido, era como se estivesse nu, ai ele me deu a dica de que às 15:00hs ela estaria no consultório. Disse que eu deveria ligar para lá, assim ela atenderia, caso eu batesse na porta ela não ia atender, estava tudo caminhando pra eu realizar minha fantasia sexual em fazer amor com uma médica em seu consultório, mas claro minha fantasia tinha um porém, eu queria gente na recepção, a secretária em sua devida mesa, ligando de vez em quando pra fazer perguntas,e não num domingo onde estivesse só eu e ela, mas resolvi atender o pedido do Ângelo e liguei, mas já liguei de frente de seu consultório, ela atendeu e eu disse:
---Alô...oi Lena....vi o carro do Ângelo aqui na frente !!!Pode abrir a porta pra mim???
Ela então parou de falar, eu apenas ouvia sua respiração ao fone, aí ela disse:
---Théo, o Ângelo não está aqui, eu vim aqui no carro dele, mas caso queira entrar assim mesmo, vou abrir a porta!!
Quando cheguei na porta ela já me aguardava, vestia um shortinho tipo uma seda, era bem curto e grande parte de sua coxa estava à mostra, na parte de cima uma blusinha de alcinha, a qual fazia um conjunto com o shortinho, nos pés uma sandália rasteirinha, pés muito bem cuidados com unhas muito bem pintadas. Ao entrar, passei me esfregando em seu corpo, ela sorriu e disse:
---Vou mandar arrumar o espaço...parece que ta pequeno pra nos dois!!!
Então eu rebati dizendo:
---Humm...então isso quer dizer que nos veremos mais vezes aqui???
Ela disse:
---Claro que sim!não sou sua medica?
Eu disse :
---Claro, doutora!!
Cheguei próximo dela, peguei em seu queixo e disse:
---você é minha médica preferida,a mais linda ,a mais gostosa, a mais cheirosa e a mais desejada médica que já vi.
Ela ficou parada sem me dizer nada sem mover um só músculo de sua face, ficou paralisada e seu olhos ficaram  grudados nos meus, neste momento resolvi que agora era hora de minha cartada final, do mesmo jeito que eu estava segurando seu rosto, eu dei um beijo em sua boca, ela não correspondeu ao beijo, mas também não se afastou, quando tirei meus lábios dos dela, ela se afastou de cabeça baixa,vi lágrimas brotar de seus lindos olhos, então ela me disse trêmula:
                                            
---Não faz isso comigo, sou uma mulher casada, sou sincera ao meu marido, nunca eu o trai, nem passa por minha cabeça fazer isso, embora esteja morrendo de tesão por você desde o primeiro dia que vi você aqui. Tenho sofrido com a imagem de seu pau na minha mente, acordo à noite toda molhada, sonho com este pau em mim, sonho acariciando ele, por favor vai embora e não volta mais aqui!!!
As suplicas dela não me convenceram , sem falar uma só palavra peguei sua mão, beijei cada dedo de sua mão, passei minha língua entre cada dedo dela, olhei pra cima...  seus olhos estavam fechados, os quais parecia forçar para abrir e não conseguia, então peguei em sua mão e coloquei por cima de minha calça, bem em cima do meu pau, que neste momento latejava de tão duro. Eu tinha que foder aquela mulher. Voltei a lhe beijar a boca, agora ela correspondeu, ela tremia em minhas mãos, não sei se de medo ou de tesão, mas acho que naquela altura já não existia medo ou receio de nada. Neste momento, lembrei-me que queria foder uma médica em seu consultório no horário de funcionamento, então fui empurrando ela pra um sofá, ela foi seguindo meu empurrão... quando ela se deitou no sofá, tirei seu shortinho sem nenhuma reação dela, a calcinha dela era branca toda rendadinha, então levei minha mão por baixo de sua bunda, agora eu já beijava um peitinho seu que não era grande, mais de uma delicia sem igual, eu sentia o tesão e prazer que aquela mulher sentia ao ser chupada em seus peitinhos, então com a outra mão eu tirei a sua blusinha, agora ela estava desnuda na parte de cima, mas com sua blusa abaixada em sua cintura, então eu disse a ela, pegando na sua calcinha:
---Posso tirar, ou você quer tirar ela para mim???
Ela me deu um sinal que podia tirar, quando puxei sua calcinha veio junto um filete de secreção vaginal, um filete de seu meladinho, ela levantou sua perna bem alto,como se fizesse um exercício de ginástica,quando aquele filete de meladinho se soltou, uma parte foi na calcinha e a outra cai próximo de sua xaninha, bem em cima de seu grelo e outro pouco em sua barriguinha, então passei a língua em toda sua barriga, até tirar todo aquele meladinho, quando terminei peguei sua calcinha e lambi todo o fundinho dela, ela me olhava com olhos de admiração, quando deixei o fundinho da calcinha dela limpinho de seu melado e lambuzado de minha saliva,então me abaixei entre sua pernas, dei um selinho na bucetinha dela... ela deu gritinho, parecia que tinha gozado apenas com um beijo, ai eu disse:
---Pronto, agora vou embora,amanha você manda sua secretaria me ligar assim que você tiver com maior número de gente na recepção, diga a ela que terá que me atender em uma emergência ,vou levar sua calcinha, se você ligar trago ela pra você, se não, fico com ela como lembrança de hoje!
Falei isso e fui saindo, ela disse:
---Posso não ter mais esta coragem amanha !!!
Desafiei ela:
---Se perder a coragem até amanha, é porque eu não tinha que ser seu, nem você ser minha!!!
Ela então perguntou:
---O que digo ao meu marido???
Mais uma vez desafiei ela:
---Eu, no seu lugar, contaria tudo a ele!!!
Saí pela porta, sem ao menos dar um beijo nela. Antes de chegar no carro, já liguei pro Ângelo, contei tudo, ele disse que ia conferir o grau de excitação dela assim que ela chegasse. Por volta das 17:00hs, ela chegou em casa, ele beijou ela, abraçou e ela já foi logo arrastando ele pra cama, ele tocou na buceta dela que tava alagada, mais quando ele viu que a coisa ia esquentar, ele disse que estava com muita dor de cabeça. Ela muito contrariada, entendeu e foi tomar banho, foi neste intervalo do banho que ele me ligou e contou tudo, quando ela saiu do banho contou tudo a ele, tudo o que tinha acontecido no consultório, ela contou pra ele que cheguei lá à sua procura porque vi o seu carro, ai ela destampou a chorar e pedir perdão pra ele, pois tinha permitido que eu tirasse sua roupa, que desse beijos nela, que beijei sua buceta e fui embora, na esperança de que ela ligasse pra nos vermos no consultório. Ele disse a ela que estava tudo bem, pois ele a amava e isso não mudava o amor que sentia por ela, queria que ela fosse até onde ela desejasse, só dependeria dela, mais ele disse que ia querer saber tudo com detalhes.
Neste momento, ela veio pra cima dele, tentando agarrá-lo, mais ele disse que ela devia se guardar pra segunda feira, beijou ela e foram se arrumar pra ir a uma festa. Na manha seguinte, o Ângelo me ligou logo cedo, me dizendo que ela ligaria,eu curioso pra saber detalhes, o porque de ele ter tanta certeza, pois ele disse-me antes que ela não havia mais tocado no assunto, mas antes que eu falasse alguma coisa, ele me disse pra eu ficar preparado, pois ele conhecia muito bem sua esposa e pelo que ele a conhecia, ela não ia ficar na curiosidade de saber como era ser penetrada por um pau de 23x6cm.....eu fiquei eufórico, também amigos não  é para menos, a médica era uma beldade, uma bichinha encantadora e com um corpo gostoso, me enchia de tesão dos pés a cabeça, tudo naquela mulher me agradava
Por volta das 14:00hs, meu celular tocou e do outro lado da linha ouvi atentamente a secretária dizer:
---Senhor Théo??
Eu respondi :
---Estou aqui senhorita, pode falar!!!Em que lhe posso ser útil ??
Ela então disse:
---A Dra disse se o  senhor pode vir agora, ela disse que tem umas oito pessoas na recepção, mas que atenderia o senhor agora!!!
Já desliguei o celular com as chaves do carro na mão e saí voando pra ir ao encontro de minha Dra predileta.
Ao chegar na recepção, contei nove pessoas, cada uma mais ansiosa que outra, aguardando a sua vez de ser atendido. Logo a secretaria foi à sala da Dra e voltou dizendo que eu podia entrar. Quando cheguei à sua sala, ela estava linda, com um vestido branco ,cheio de botão na frente, era um vestido muito elegante pra se trabalhar com ele. Cheguei próximo dela, peguei em seu queixo e disse:
---Eu tinha certeza que vc me ligaria, Dra !!!
Ela sorriu e disse:
---Eu também tinha certeza que eu ligaria, mais criei ainda mais coragem, quando meu marido me deu carta branca pra ir até onde eu desejasse!!!
Quando ela disse isso, eu abracei ela, como se abraçasse uma pessoa que eu não via à muito tempo, beijei seu rosto e fui beijando até encontrar sua boca, que se encontrava sedenta pelo meu beijo... ficamos nos beijando, era um beijo ardente, eu podia jurar que naquele beijo havia uma paixão, se não era paixão, ao menos o tesão que tinha nele era o mais puro já visto por mim, os cabelos dela estavam  presos em um coque no alto da cabeça, o que deixava sua nuca toda desprotegida, então virei ela de costas pra mim, passei a fazer movimento de sobe e desce na sua bunda e sem que ela percebesse soltei o cinto de minha calça, ficando assim apenas de cueca, uma box branca, assim meu pau que já estava pra estourar, esfregava em seu bumbum por cima do vestido e assim passei a lhe beijar a nuca ao mesmo tempo, os braços dela se arrepiavam como se estivesse com alguma doença, levei então dois dedos à sua boca, ela os chupava como se fosse meu pau, com certeza ela estava de olhos fechados. imaginava meu pau dentro de sua boca, ela já fazia barulho com meus dedos em sua boca, tanta era a sua fome de chupar algo, foi ai que ela virou sua cabeça pra mim, dei um beijo em seus lábios lambuzados da sua própria saliva, uma saliva quente e perfumada. Com a voz rouca, ela me disse:
---Ai...Théo....levanta meu vestido, deixa eu sentir ele roçar na minha bunda, deixa ele fazer um passeio em meu rego!!
Então, obedecendo ao seu apelo, com ela na mesma posição, de costas para mim, passei a desabotoar aqueles botões que parecia não acabar mais, quando cheguei no ultimo botão, quase caí de costas, ela vestia um espartilho na cor branca, todo rendado, meias brancas, sutiã também branco, tudo combinando ,a calcinha também branca, mais num tecido fininho, não sei descrever que tecido era aquele, mais ao toque era como se eu tocasse direto em sua buceta, era como se não houvesse tecido algum ali, era real o calorzinho de sua bucetinha na ponta de meus dedos, já era nítida a umidade de sua bucetinha... seu vestido foi jogado em cima de um móvel que se encontrava mais próximo a nós, empurrei ela, até que ela se encostasse em uma maca, ela de pernas abertas sentada na maca, eu entrei entre suas pernas e passei a beijá-la, meu pau cutucava a sua bucetinha por cima de sua calcinha, era o roça roça de tecidos, eu de cueca e ela ainda de calcinha, então soltei seu sutiã, saltou seus peitinhos a um palmo de minha boca, passei a sugar eles um a um, outra hora beijava-a, deixando-os bem melados de minha saliva, meu pau já quase estourava a cueca... ela então disse:
---Théo, deixa eu chupar este pau,coloca ele na minha boca, me mata esta vontade que me consome à dias!
Foi aqui que deitei ela na maca, com a cabeça jogada pra fora da maca, assim eu coloquei meu pau em cima de seus lábios, ela olhando pro teto, na posição em que eu me encontrava ela podia muito bem chupar meu saco, foi que ela fez, mas a intenção dela era engolir meu pau, então ela tentou sem sucesso colocar toda a cabeça de meu pau em sua boca, ai ela foi chupando pelas beiradas, ou melhor, ao redor, eu via sua ansiedade de poder abocanhar todo o pau, ela estava afoita por isso e disse:
---Minha boca pequena sempre foi meu forte, agora queria que ela fosse maior só mais um pouquinho, assim engoliria todo seu pau, com esta boca pequena, como este cabeção vai adentrar minha boquinha!!!
E continuou tentando, na posição que ela estava passei a passar meus dedos em seu rego de sua buceta, até seu cuzinho, quando eu tocava seu cuzinho, ela piscava ele a ponto de quase morder meu dedo, sua bucetinha estava tão alagada, que já era possível lubrificar até ao seu cuzinho com o mesmo fluido da bucetinha dela, a cada toque no seu cuzinho, ela dava um gemido gostoso
Então, tirei o pau de sua boca quase que à força, pois ela segurava ele com as mãos já que não conseguia segurar com os lábios.

CONTINUA...




quinta-feira, 10 de outubro de 2013

REALIZANDO A MINHA MAIOR FANTASIA SEXUAL COM A DRA LENA - PARTE 1


AUTOR - THÉO


Ola, me chamo Théo, moro e trabalho em Brasília, já faz um ano que vim pra cá, trabalho aqui como guarda costas de uma moça de 22 anos, cuido da segurança dela, desde que ela tinha 12 anos de idade. Hoje é uma mulher linda, faz duas faculdades, segundo ela uma pra ela e outra para o avô dela, um senador linha dura. Eu tenho 1,72 altura, olhos escuros, 78 kg, muito bem distribuídos, gosto de andar de bike, meu esporte favorito, também vou a academia de vez enquanto, tenho um dote de 23x6cm e foi justamente por conta de meu dote e de uma fantasia sexual antiga, que rolou esta transa gostosa, que passo narrar pra vocês agora. Eu fui fazer uma viagem e quando retornei tinha uma mensagem em minha cx de entrada em meu e-mail, fiquei curioso e receoso, por se tratar de uma mensagem de um homem, vou chamá-lo aqui de Ângelo, na mensagem ele me fazia 4 perguntas, se eu era solteiro mesmo, se mora mesmo em Brasília, se o dote referido em meus contos realmente era real e se podia me encontrar com ele. Fiquei pé atrás com aquilo, até porque não curto homem de forma alguma, mas em baixo havia um número de celular e a seguinte frase, «É DE SEU INTERESSE», resolvi então que devia ligar e falar com ele. Assim que ele atendeu, perguntou sobre meu dote de novo, respondi a contra gosto de sim era da forma que descrevi nos contos anteriores, aí acho que ele percebeu que eu tava meio pé atrás com ele e disse:
-Olha senhor Théo, eu não tenho nada a perder, vou ficar frustrado em tentar mais uma vez ser corno e não conseguir. Por conta de sua desconfiança, vai perder uma baixinha, que é coisa mais gostosa, minha esposa!
Sendo assim, muda completamente o rumo da prosa, deixei de desconfiado e pé atrás, pra ficar 100%. Afinal, não é todo dia que se pode achar um homem oferecendo a esposinha. Bom, em meus pensamentos achei que podia realmente ser a esposa, pois ele não podia querer ser corno sem esposa, então ele disse que tinha lido meus contos todos e tinha ficado muito interessado no meu dote… sim, pra mulher dele, mas ela não sabia, aí fiquei preocupado. Estas coisas nunca dão certo… mas resolvi embarcar na dele e perguntei como seria isso, ai ele me deu seu pensamento completo, ele disse que desde que viu meus contos ficou imaginando como podia armar isso, ele então falou:
- É assim, pensei desta forma, eu digo a ela que um amigo meu quer fazer uma consulta médica com ela, ai você vai até ao consultório dela, lá você finge ter algo de errado com seu pau, ela vai ter que te examinar, aí fica mais fácil!
Mas eu não achava aquilo confortável, eu fiquei achando que daquela forma ela ia desconfiar que foi arranjado, então eu disse a ele que eu marcaria a tal consulta, sem que ela soubesse que a gente se conhecia e na verdade não nos conhecíamos mesmo, então marcamos de nos vermos no shopping aqui em Brasília. Ele me deu toda as suas características e então fiquei na espreita, vi quando eles chegaram. Ela vestia um vestido branco, de alcinha, bem comportado, mas deixava as coxas roliças de fora, ela tinha um charme tão especial, ao ficar arrumando os cabelos, realmente ela era bem baixinha, tinha seios médios, aparentava ter no máximo uns 42 anos, cabelos loiros, bem branquinha, nos pés umas sandália de salto alto. Ao ver ela andando em minha frente, fiquei pirado naquela bunda gostosa, sua calcinha não era tão pequena, mas deixava um desenho que me excitava muito, observei eles pra lá e pra cá, no shopping, depois fui embora morrendo de tesão pela aquela gatinha, no outro dia, cedo, meu celular toca e era Ângelo, que disse:
-Então, gostou do material???
-Sim, Ângelo, sua mulher é linda!!!
-só linda??? Pensei que tinha achado ela a maior gostosa!!!
-Realmente sua esposa é muito bonita e mais gostosa ainda, eu a foderia qualquer hora, basta ela querer!!!
-Hummm...começou a melhorar!!!
-Porque você acha que sua esposa vai querer transar comigo???
-Théo, eu não disse que ela vai querer transar com você, cabe a você conquista-la, mas você tem um grande aliado, eu, com certeza ela vai fazer algum comentário comigo, após sua consulta com ela, aí é onde entro, você deverá falar pra ela, que esta com uma irritação no pau, ela terá que examinar e com certeza vai ver seu pau, aí... bem aí o veremos o que vira. Está aqui o endereço da clínica.
-Ok Ângelo, vou marcar a consulta e volto a falar com você, aliás te deixo informado de cada passo da consulta!!!
Neste mesmo dia, liguei na clínica e solicitei junto a secretaria um horário pra consulta com a Dra Helena, então ela me disse que a consulta estaria marcada pro outro dia à tarde.
Naquela mesma noite, dei uma aparada em meus pelos genitais, deixando meu pau bem a mostra, assim,23x6cm, parecia 25cm...(risos). Trabalhei o outro dia pela manhã, ansioso, quando deu umas 13:00hs, eu já estava pronto, cheguei meia hora antes na clínica, tinha um casal na sala de espera, cheguei e me apresentei, a secretaria era uma oriental bem jovem, com um sorriso lindo, me recebeu muito bem, oferecendo café e tudo mais. Passados 5 minutos, a Dra Helena chegou. Trazia uma bolsa a tira colo e umas pastas nas mãos, eu levantei e me prontifiquei a ajudá-la com o peso, ela disse que estava tudo bem, agradeceu e entrou na sua sala… logo fui chamado. Ela vestia uma saia branca muito bem desenhada, com um acabamento belíssimo, vestia uma blusa também branca que deixava ver um sutiã também branco, seus seios não eram grandes nem pequenos, estavam ali na metade entre grande e pequenos e um médio gostoso. Enquanto ela preenchia um formulário, eu ia observando cada detalhe dela, ela aparentava ter 27 anos, de uma beleza fenomenal. Quando ela se levantou de sua cadeira, foi até ao cabide e pegou um grande jaleco, pude contemplar mais de perto a beleza daquela bunda que segui no shopping, ela era uma mulher bem baixinha, tipo mignonzinha, quando ela virou pra mim, vestindo o jaleco, ela ergueu os braços, sua blusa subiu, vi uma barriguinha batida, nem parecia que era mãe, então ela ordenou que eu tirasse a roupa e ficasse apenas de cueca, fiz rapidamente.
Então fiz o que ela mandou… eu usava uma cueca Box branca… antes, enquanto ela preenchia o meu formulário, eu informei-a de um desconforto que eu andava sentindo no pau, principalmente nas horas de relação sexual, então ela foi até uma mesinha e pegou uma luva, colocou ela nas mãos e abaixou minha cueca, pegou no meu pau, puxou de um lado pra outro, examinou, olhou, olhou e disse:
-Senhor Théo, eu não vejo nada demais assim a olho nu, sobre ele doer !!! Aliás, o desconforto seria dor???
-Não senhora, uma pequena ardência por fora, não sinto nada no interior dele!
-Vou chamar minha enfermeira aqui, ela vai acompanhar o senhor até ao raio x!
Logo chegou uma morena, a qual me acompanhou até o raio x. Chegando lá, ela sumiu. Quando voltou, eu já saía da sala de raio x, então fui levado à sala da Lena, sim Lena é como o Ângelo chama ela. Quando cheguei, ela já estava sem o jaleco, apenas com aquela blusa que deixava a mostra um pequeno volume de seios, ela então me indicou um remédio e disse que eu deveria voltar daí 10 dias. Na mesma noite, liguei pro Ângelo, ele me disse que perguntou pra ela como tinha sido o dia dela, ela deu sorriso e disse que tinha acontecido uma coisa engraçada, disse que um cara procurou ela falando de uma dor no pau, mais que ela achava que não tinha nada, ela ainda disse que achava que o cara só queria que uma mulher pegasse no pau dele. Ele então perguntou pra ela o porquê mais dela ter achado estranho o rapaz ter procurado um médico e ela então disse que tinha achado o dote dele incrivelmente enorme, aí ele foi ainda mais ousado, perguntando se ela tinha pegado no pau dele, ela afirmou que sim, ela era uma médica e uma médica tem que examinar seu paciente, então ele perguntou o que ela tinha sentido, aí ela franziu a testa e disse pra ele onde ele queria chegar com aquelas perguntas? Ele foi taxativo e disse
-Quero saber se você sentiu tesão em colocar a mão no pau de seu paciente, já que você afirmou ser grande.
Ela ficou calada, ele entendeu a mensagem e perguntou pra ela se ela tinha perguntado ou avaliado o tamanho do pau do rapaz, ela disse que não, pois não precisava disso pra dar o diagnóstico do problema de saúde dele, embora tivesse certeza que naquele pau não tinha nenhum problema. Ele então perguntou a ela, se ela tinha mandado ele retornar, aí ela disse que ele voltaria, então o Ângelo disse pra ela:
 -Porque não pega no pau dele sem luva? Pergunta o tamanho dele!
 Ele disse que ficaram neste papo até altas hora, segundo ele, ele tem mania de pegar na bucetinha dela ao dormir e naquela noite não foi diferente, mas ele disse que a bucetinha dela tava alagada, tão alagada que ele até pensou que ela já tinha me dado e que eu tinha enchido a buceta dela de porra naquela tarde, de tanto que ela tava úmida. Ele se levantou foi ao banheiro e bateu uma punheta, imaginando sua esposa sendo fodida por outro.
Passado os dias em que ela tinha mandado eu retornar, Ângelo me ligou e disse:
-Théo...acho que ela ta doidinha com seu pau, pois se arrumou toda hoje. Embora ela seja uma mulher cuidadosa com sua aparência, hoje ela exagerou, não vou te dizer como ela está vestida, quero que você também se surpreenda com a beleza de minha mulher!
Eu estava quase chegando à clínica, quando ele me fez a ligação. Eu já sabia que ela deixava seu carro em um estacionamento do lado da clínica ela teria que caminhar uns 70 metros até chegar a clinica, então fui e deixei também meu carro lé e fiquei dentro do carro, aguardando ela chegar. Quando ela chegou e desceu do carro, eu também desci, ela ficou surpresa e disse:
-Oi seu Théo, boa tarde!!! Chegou cedo???
-Sim, estava ansioso pra chegar o dia de hoje!!!
-Nossa... !!! Eu poderia saber o porquê de tanta ansiedade assim???
-Claro, Lena...sua beleza. Não é todo dia que se pode ver uma mulher linda como você, muito menos, ter a chance de ficar bem próximo !!!
Ela sorriu, saiu caminhando na minha frente, tinha duas sacolas penduradas em seus braços e mais uns livros nas mãos. Andei uns 4 metros em sua traseira, contemplando aquele bumbum maravilhoso, ela estava com uma saia branca, de tecido bem transparente e molinho, ao ela andar na minha frente contra o sol, a luz do sol entrava no tecido da saia deixando ela quase nua, sua calcinha agora era bem menor que a do dia passado da consulta, era nítido aquele pedacinho de pano sumindo em sua bunda e o tecido da saia tentado acompanhar a calcinha em seu rego, então me prontifiquei a ajudá-la, o que foi aceito de imediato por ela. Quando chegamos dentro da sala dela, ela veio pegar as coisas, ficou bem próxima de mim, pude sentir um perfume gostoso invadindo minhas narinas, então eu disse a ela:
-Linda e cheirosa !!!
-O que o senhor disse ???
-Eu disse linda e cheirosa, você tem um cheiro muito gostoso!!!
Ela se limitou a dar um sorriso, foi nesta hora que percebi que ela não usava sutiã, nesta tarde ela estava ousada ao extremo, então ela mandou que eu tirasse minha roupa e me deitasse na maca de consulta, atendi ela de imediato, só que como ela fez como da outra vez que me mandou ficar de cuéca, tirei tudo, fiquei nuzinho, embora eu já seja um homem de 38 anos, ainda mantenho a forma, com pedaladas de bike e academia, tenho um corpo legal, o qual chama atenção do mulherio...risos... mas não chego ser um piscopata da malhação, apenas porque meu trabalho exige que eu esteja em forma, não preciso dizer aos leitores que neste momento era quase impossível não ficar de pau duro, pois não sou de ferro, mas neste momento, ele tava meio bomba. Quando ela se virou pra mim, ficou estática, mas nada disse, apenas se dirigiu a uma gaveta e pegou uma luva, em seguida veio próximo de mim e disse:
-Vamos lá senhor, vamos ver o que tem neste menino, ou se já melhorou!!!
Então, ela pegou em meu pau, olhou, virou ele de um lado pra outro, de onde eu estava minha visão está direto em seu decote, ela vestia uma blusa larguinha, que ao se abaixar dava pra ver seus peitinhos, quando ela fez um movimento com o dedo indicador indo de meu saco até quase próximo da cabeça, tive um choque na espinha e meu pau de um soluço, que quase escapou de sua mão. Ela ficou sem graça e disse;
-Não dá pra sentir nada!!!
Eu mais que depressa disse:
-Se você tentasse sem as luvas???
-Ela olhou pra mim do rabo de olho e disse:
- Pode ser, vamos tentar!!!
Então ela tirou as luvas. Quando ela encostou seu dedo nele, ele deu outro soluço e já foi ficando em posição de combate, armado. Ela ficou meio sem jeito e eu disse:
-Queira me desculpar, não foi minha intenção.
Ela sorriu e disse:
-Normal, você é um homem com saúde, seria difícil não ficar assim!!!
Então continuou com a mão em meu pau, agora ela já tentava abarcar ele com toda a mão. Sem mais nem menos, ela disse:
-Quanto ele mede??
Eu disse:
-23x6cm...gosta dele???
Ela sorriu e disse:
-É bem lindo, parece ser bom, mas nunca tive um deste, dá medo só em tocar nele!!! Alguma mulher aguenta ele?
Mais que depressa eu disse:
-Sim, você também aguentaria!!!
Então veio a lembrança de que ela era casada, ela tirou a mão do meu pau e disse:
-Sou casada e mesmo na época de solteira, nunca tive a chance de ver, tocar ou sentir um destes, sou uma médica bem conceituada em minha vida, graças a Deus, por aqui já passou homens de todo tipo, mais com um pénis deste jeito é a primeira vez!!!
Então eu fui rápido e disse:
-Deste jeito??? Como deste jeito, deste jeito quer dizer o que???
Então ela disse:
-Provocante.
Aí bateu um silêncio, tanto de minha parte quanto da dela, eu particularmente, achava que ela tava caídinha, mas ela já havia dito que era casada, então eu tinha que ser cauteloso no ataque final, foi aí que meio veio a grande ideia, falar pra ela de minhas fantasias sexuais pra ela, mas pior era como entrar no assunto, foi aí que dei minha cartada e disse:
-Dra Lena, na sua época de faculdade, você aprontou muito???
Ela deu um riso e disse:
-Depende do que você chama de aprontar!!!???
Aí sim, agora era a hora de contra-atacar ela:
-Sexo Dra...!!!Realizou muitas fantasias???
Ela riu... mas riu nervosa e disse:
-Que nada...eu era uma acadêmica bobinha, tudo pra mim era proibido, tudo eu achava absurdo!!!
Eu precisava ousar mais, então eu perguntei:
E agora Lena, tem fantasias?
Neste momento ela ficou pensativa, como dizem as pessoas por aí, achei que tinha botado minha caça no mato, ela se levantou andou até uma escrivaninha, fez algumas anotações em meu prontuário, ela se virou pra mim e disse:
-Théo...como te disse sou uma mulher casada, amo muito meu marido, mas sim, tenho uma fantasia, eu gostaria de fazer amor, com outra pessoa vendo, mas isso é difícil, pelo fato de eu ser casada!!!
Mais uma vez ela se calou, ficou pensativa, aí sem mais nem menos ela disse:
E você, Théo??
-O que tem eu, Dra??
-Você tem fantasia sexual??
-Tenho sim... tenho 3 a ser realizadas, uma é fazer amor com mãe e filha juntas, a outra é fazer amor com uma grávida com o marido junto, ou apenas vendo e a terceira não sei se devo falar pra você!!!
-Eu tava doido pra falar pra ela,mais eu tinha que fazer um docezinho....rrsss....eu tinha que ouvir ela perguntar a terceira,então ela foi categórica:
---Não vai me deixar curiosa!!!vai???qual é a terceira???
Então eu me preparei e tasquei no ouvido dela o que eu queria tanto dizer a ela:
---Fazer amor com uma médica em seu consultorio!!!!
Ela caiu na risada, foi o sorriso mais lindo e nervoso que já vi em toda minha vida, então ela falou:
---Bom... médica eu sou... o consultório está aqui, pena que sou casada!!!
Ela se levantou e falou:
Vou te receitar um remédio, caso o sintoma persista, você deverá procurar um médico.
Me deu vontade de perguntar se não poderia ser ela, mais naquele momento a caça tinha sido jogada fora. Saí do consultório da Dra Lena. Desanimado, tentei falar com o esposo dela, mais não consegui. Liguei umas 20 vezes e nada. Pensei comigo:- pronto, agora fodeu tudo. Eu já estava preparado pra esquecer tudo isso, quando recebo uma ligação na sexta de tarde. Ângelo me disse que ela estava caidinha, que ela tinha me mandado ir embora pois tava com medo de me dar, ele foi falando o que ela lhe contou. Eu apenas confirmei tudo. Aí ele teve uma idéia, me convidar para um almoço na casa deles no sábado,ele assaria um churrasco e eu seria um amigo dele, que à  muito não via. Combinamos que ele me chamaria pelo meu nome, até o momento que ele me apresentasse a ela, depois veríamos o que daria. Aquela noite, confesso não dormi direito, às 10 horas da manha cheguei a casa deles, no endereço passado por ele. Era uma grande casa, muito próximo da casa da família pra quem trabalho, à beira do lago Paranoá. Levei uma orquídea para ela e uma garrafa de vinho para ele. Cheguei a uma casa muito linda muito bem arquitetada, com uma linda paisagem na frente,ele me recebeu na porta,então gritou:
---Lenaaaa....meu amigo chegou. vem aqui!!!???
Ela veio, toda sorridente,quando ela viu que era eu,ficou sem graça por estar seminua de biquíni, ela estava com um biquíni branco de amarrar nas laterais, bem minúsculo, na frente se via uma bucetinha inchadinha, dava pra se ver bem o detalhe do grelinho dela, ela então chegou próxima a mim,estendeu a mão e disse:
---Seja muito bem vindo a nossa casa, sendo amigo de meu esposo, agora também é amigo meu!
---Muito obrigado, sua casa é encantadora, a senhora tem muito bom gosto, a começar pelo seu consultório!!!Lembra que estive lá para uma consulta???
Ela abaixou a cabeça e não falou mais nada, a não ser elogiar a orquídea e sumiu casa a dentro. Quando ela voltou, já usava uma saída, que cobria toda aquela beleza. Ela veio, chamou o Ângelo e foram para os fundos da casa. Mas antes, Ângelo me mostrou onde tinha toalha de banho e onde eu podia me trocar pra irmos para a beira da piscina.
 Coloquei uma sunga de banho branca que realçava bem meu pau, dava pra ver a dobrinha do chapéu da cabeça do pau nitidamente. Quando cheguei na piscina, só estava o Angelo,ele chegou próximo de mim e disse:
---Ela me chamou lá dentro pra me contar que vc é o cara da consulta que ela me contou!!
---E ai? - Eu perguntei.
Ele então disse que podíamos ficar tranqüilo, ela não desconfiava de nada, logo ela chegou, fez as perguntas de praxe, se eu tinha namorada, em que eu trabalhava, de onde eu conhecia o marido dela. Logo ela estava bem descontraída. O almoço foi servido e depois do almoço ficamos ali ainda conversando um pouco. Eu disse a ela:
---Você com sua roupa de médica ou de vestido fica um encanto, mais com este biquíni fica muito gostosa, pena que a saída não deixa ver bem, mas mesmo assim já foi um bom colírio pra meus olhos no dia de hoje. Eu falei em ir embora, mas ela disse que ainda era cedo, que podíamos papear mais um pouco.
Então ela se levantou, tirou a saída e falou:
---Gostou de meu biquíni??Foi meu amor quem me deu ontem, se eu soubesse que ele era tão escandaloso não teria colocado ele, só percebi como ele era, depois que vc chegou e não parou de olhar pra mim!!!
---Mas ele é lindo e te deixa muito gostosa!
Ela ficou meio tímida abaixou a cabeça e voltou a se sentar onde estava. Nisso, o Ângelo chegou e logo percebeu que eu estava atacando sua esposa, ele então se sentou ao lado da mulher dele e fez a seguinte pergunta:
---Qual era a pauta da conversa??
Ela arrumou o cabelo, isso nela era lindo, quando ela ia falar, eu me antecipei e disse:
---Eu elogiava o presente que vc deu a ela ontem!!!
Ele então disse:

---Ahh... sim o biquíni... pois é, eu disse a ela ontem que convidaria um amigo pra almoçar com agente e curtir a piscina, então ela disse que teria que comprar um novo biquíni , quando chegou em casa pela noite, eu já tinha comprado um pra ela!!!Então...  vc acha que ficou bem nela??
Eu mais que depressa disse:
---Olha, embora sua mulher não precise de nada pra ficar linda, pois ela já é um mulher linda de natureza,o biquini lhe deu um charme a mais me desculpe a ousadia, mas ela ficou muito gostosa dentro dele!!!
Ela deu um sorriso amarelo, olhou pra ele e parecia que ia dizer algo, mas ele deu um  beijo nela, impedindo que qualquer manifestação saísse de sua boca. Quando o beijo terminou, ele falou:
---Viu amor, vc ainda chama atenção!!!
Eu mais que depressa falei:
---Sim...chama sim e chama muito!!!
A esta altura já era 16:00hs da tarde, realmente eu tinha que ir embora, então me despedi deles, prometendo que passaria outro dia junto deles. Quando fui me despedir deles, dei um aperto de mão nele e ele logo disse pra mulher me acompanhar até a garagem onde estava meu carro e abrir a garagem pra que eu saísse, pois ele tinha colocado meu carro na garagem deles. Ea saiu na minha frente,  rebolando aquele lindo bumbum agora semi nu, quando chegarmos na garagem,ela parou e perguntou:
---Você vai de sunga pra casa???
Ai eu expliquei a ela:
---Claro, doutora! ....Vou sair aqui de sua garagem, só vou parar na minha casa, na garagem também, então não vejo porque vestir roupa, só pra tirar assim que chegar lá!!!
Então ela se aproximou, para que nos despedissemos, ela estendeu a mão, peguei em sua mão, puxei seu corpo junto ao meu, ela tentou se soltar, mais eu fui mais rápido e disse:
---Muito obrigado pela recepção em sua casa. Engraçado, depois de sexta no consultório, tive a impressão que não nos veríamos, mas o destino esta nos colocando próximos um ao outro!!!
Com seu corpo colado ao meu, pude sentir o calor que saia daquele corpo, por ela ser baixinha senti sua barriguinha batida encostar em meu pau que logo deu sinal de vida, agora ela estava entregue, eu, com certeza podia fazer o que bem entendesse com ela ali. Mas a minha tara não era foder ela ali e sim em seu consultório, então me despedi dela com um beijo em seu rosto, quase tocando seus lábios. Quando dei ré no carro, fiquei por algum tempo visualizando aquele corpo gostoso, ela deu sinal pra que eu fosse embora, deu um sorriso gostoso...como era cativante o sorriso daquela mulher.
Ao chegar em casa, tomei um bom banho e corri pro trabalho, naquele sábado a menina que cuido foi à balada e só voltamos na madrugada.


CONTINUA....

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

VOYEURISMO

VOYEURISMO



Para quem não sabe o significa, o termo VOYEUR, aplica-se a uma pessoa que gosta de ver os outros quando estão nús, praticando carícias ou fazendo sexo e que sente prazer com isso. Geralmente sente-se satisfeito com isso, sem tentar interagir.


Existem os que praticam isso indiretamente, através de filmes ou pequenos vídeos, que é o que acontece com a  maioria. Outros levam isso mais longe e tentam ver ao vivo, sem os praticantes perceberem que estão a ser observados. Vale tudo, desde espreitar às janelas, ou seguir aquele carro que pára num local deserto e que desperta  a sua atenção...



                                              video

Desde que o individuo tenha uma vida sexual normal e essa não seja  a única forma de sentir prazer, este fetiche é algo perfeitamente normal. 
Se estiver bem atento, quem sabe não tem a sorte de apanhar os seus vizinhos num momento a dois no jardim, sem saberem que estão a ser observados??

                                             video


                                              video

A excitação de estar observando sem ser visto, o risco se ser surpreendido, atiça o desejo e é um bom combustível para ter muito prazer ou mesmo para fugir à rotina.




                                        video

Outro tipo de voyeurismo, é o consentido, em que os praticantes sabem que estão sendo observados e consentem e até gostam.



                                             video


                                           video
DEIXO UM AGRADECIMENTO, AO MEU AMIGO E SEGUIDOR DO BLOG, ANDRÉ, QUE ME SUGERIU ESTA POSTAGEM.
BEIJINHOS, MEU QUERIDO